Condão na livrarias

O livro Condão já está a venda nas maiores livrarias no país. Segue uma breve introdução e sinopse.

temis

A obra de ficção científica “Condão” diferencia-se pela abordagem político-técnica de um futuro onde o controle da informação tornou-se o meio de direcionamento da sociedade. Apesar de, aparentemente, usar o mesmo tema de “Admirável Mundo Novo” (Huxley) e “1984” (Orwell), ou até de “Não Verás País Nenhum” (Brandão), as semelhanças morrem na macro abordagem da ideia. Condão é um thriller quase ininterrupto de aventuras em sequência, protagonizadas por personagens característicos e interessantes, sem descuido com a continuidade. Além disso, procurou-se esmiuçar, através de pesquisas e do conhecimento do autor, todo o arcabouço científico necessário para dar credibilidade à obra, evitando-se devaneios inverossímeis. Verifica-se esta tendência em várias obras recentes, como “Jogador Número 1” (Cline), “Inferno”, “Código Da Vinci” (Brown), dentre outras, já não bastando entreter o leitor, sendo necessário também dar-lhe subsídios para crer na possibilidade futura ou presente dos fatos narrados.

Sinopse

Edwardo é um jovem programador virtual do Instituto Tecnológico do Rio de Janeiro e tem uma vida totalmente organizada e estabilizada na sociedade ultratecnológica. Suas poucas preocupações se resumem ao trabalho, ao relacionamento apaixonado com a namorada Sílvia, biogeneticista, e à amizade antiga e franca com Jânio, professor de História Moderna e especialista na Teoria do Condão. No entanto, sua vida dará uma enorme guinada quando, involuntariamente, presencia o assassinato de 2 jovens por drones responsáveis pela segurança pública. Não era para estar lá. Em uma fuga alucinada, onde sua vida mantém-se permanentemente em risco, Ed arrasta Jan e Sílvia em uma busca incessante pela explicação dos assassinatos através de diversas regiões do Brasil. O trio descobre que esta verdade envolve vários fatos obscuros que levaram a sociedade ao atual nível de desenvolvimento, uma revelação estarrecedora.

Disponível na livraria Saraiva http://www.saraiva.com.br/condao-8887754.html
Ou inbox pelo facebook. Comprando-se inbox recebe-se a embalagem com a capa especial do grande Adler Daré (foto do post) e mais 7 cards com personagens.
Página do facebook
Anúncios

2 comentários sobre “Condão na livrarias

  1. Só tenho que a dar uma saraivada de palmas para esta obra-prima! Espero que mais dessas posam vir das suas mãos para as livrarias de todo o país. AGRADEÇO também pelo tom altamente crítico e politizado que sua literatura possui. Já era hora! Todavia, quero deixar aqui uma indagação e gostaria muito de escutar qual sua opinião; na sinopse desse livro você citou diversas distopias, como Jogos Admirável Mundo Novo e 1984, em que a tecnologia é firmemente empregada como forma de alienação da sociedade; muitos enxergam que talvez esse seja o futuro da sociedade, em um momento que o desemprego estrutural torna-se cada vez mais presente. Mas eu pergunto: e se pudermos usar a tecnologia para libertar o ser humano, em vez de ferir a sua dignidade? Essa pergunta vem martelando em cabeça há um tempo, pois em essência, a tecnologia não é “ruim”. O ser humano que a utiliza para fins egoístas e sádicos. Quando Einstein descobriu a energia nuclear, nunca em seus piores pesadelos sonhou com ela sendo utilizada como bomba atômica. E aqui vai outra pergunta: será possível viver uma utopia em que a tecnologia seria utilizada para libertar a humanidade de atividades mais grosseiras e mecânicas e criar abundância e felicidade? Digo tudo isso por que vários idealistas espalhados pelo mundo já assinalaram para essa possibilidade, uma alternativa ao nosso sistema capitalista (assim como a proposta socialista). Cito dois grandes exemplos que se converteram em movimentos sociais em prol dessa causa: O The Zeitgeist Movement e o Venus Project. Seria uma tema muito bom para discussão, assim como um livro! (um dia eu faço essa história) Abraço e desculpa a mensagem longa. Sucesso companheiro, o Brasil precisa de pessoas como você!

    Curtir

    1. Caro Lucas, quero primeiramente agradecer à excelente crítica. O livro busca exatamente isso, promover o debate sobre o futuro da sociedade. A tecnologia, na verdade, é um catalisador utilizado para ambas as finalidades, sejam cruéis ou altruístas. A história começa exatamente assim, pois a sociedade alcançou um patamar de desenvolvimento excelente (remete-se a Huxley, no caso), mas a que preço? Será que o esforço de sacrifício exercido e a alienação dispersada justificam os fins? É nesse mote que encontra-se Condão, levando o leitor a indagações nesse sentido. E o que é mais importante: suscitando o debate e a dialética. Aguardo mais comentários e visite a página do livro no face para abrir esse debate lá também com outros leitores. Obrigado!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s